Mensagem

Bem-vindo! Ao lado direito do texto desta página, pode-se observar o líder da matilha "Lupinos de RHER" e uma lista de músicas divididas em categorias que pode escutar enquanto permanece na página. A esquerda, o contador com o número total de visitantes que o líder já recebeu aqui, os lobos membros da matilha (ou seja, os seguidores deste blog) e o arquivo deste blog, que está ativo desde 01/08/2010. Abaixo do conteúdo do blog estão os meus animais de estimação virtuais (por favor, alimente-os). Se gostou daqui, por favor faça parte desta família de lobos inteligentes e nos indique a seus amigos: rherwolf.blogspot.com.

31 de dez de 2011

Vença-se em 2012

Após tanto tempo sem postar, venho neste fim de ano falar sobre "vencer a sí mesmo", ou seja, crescer como ser humano e ser melhor do que já foi. Ter um sincero orgulho do que se tornou é sublime! Espero que gostem do texto que escrevi como um jovem conselheiro virtual.

Dia 31/12 é dia de olhar para trás e redimir-se do que fez de ruim e não fez de bom no ano que está se acabando. Dia 01/01 é dia de olhar para frente e reformar a sua vida com planos que te farão uma pessoa melhor, mais feliz e saudável. Pensar é importante e poucos o fazem com seriedade. Esta é a hora de começar a pensar na trilha que seguirá.

Quantas pessoas hoje em dia admite que tem muito o que aprender? Quantos desejam melhorar? Quantos têm interesse em aprender a viver bem? Quantos aceitam o fato de não ter a consciência plena? Antes de alcançar a sabedoria, é preciso admitir que é ignorante, pois ninguém nasce sabendo e somente torna-se sábio vivendo em busca da luz.

Sabedoria foi feita para todos mas poucos realmente a buscam. Não tenha vergonha de ser a minoria. Tenha orgulho de ser um dos poucos humildes e esforçados. Deseja o mesmo à maioria que ainda não tem um pouco da luz da verdade que dá discernimento e a autonomia na escolha do que colocar em sua vida. Não desperdice mais um segundo da sua vida com arrogância e desumildade. Se o fizer, corra atrás do tempo perdido e repare os estragos.

Somente somos felizes vivendo bem em sociedade.
A vida sem razão não tem sentido e nem lógica, portanto busque-a.
A vida sem emoção não tem graça, portanto equilibre razão e emoção.
Um humano não é nada sem luz, felicidade e orgulho do que se tornou.
Nós ainda não somos nada. Quer ser alguém? Bem-vindo à minoria.

Palavras de um Senior Demolay em nome da Ordem Demolay, inspirada na história do templário e herói mártir Jarques Demolay e apoiada pela maçonaria. Esta mensagem é direcionada a todos que têm contato com a mesma.

FELIZ 2012!!! Cresça sempre.
Vença a sí mesmo e mereça os elogios dos homens de bem.

1 de set de 2011

Interesses no Homossexualismo

Eu não sou o único que acredita que há coisas erradas demais na sociedade. Mídia manipuladora e má educação são ferramentas políticas poderosas. Quanto mais influenciado é o povo, mais facil do safado ganhar o emprego que no Brasil tem o menor custo-benefício para o funcionário. Isso perpetuará?

E este povo acha que está fazendo o que é melhor, que moda é pura cultura, que criticar não faz bem, que as pobres ovelhinhas estão bem com os lobos... enfim, neste momento meu conselho é assistir estes vídeos e abrir os olhos.






Repare no momento que é falado sobre o ator processado pela apresentadora. Isso significa que agora os atores são obrigados a fazerem gestos e terem sensações envolvendo cenas gays. Bem, eu não chamo isso de democracia. O homossexual é respeitado, o heterossexual não. Agora ele é obrigado a ter contatos físicos indesejados. Isso é justo? Preciso falar mais algo...?!!

É fato que gastar dinheiro com diversão e coisas inúteis tirando proveito da ingenuidade dos tolos, que são a maioria, é o que o vagabundo mais desejaria. Quem tem mau caráter não perde a chance. Observe os passos que está dando e não incentive a perdição, pois o prejuízo não é apenas teu!

Meus parabéns ao Mascarado Polêmico.
Continue assim. Se melhorar, você é o cara!





Não vamos continuar aceitando isso.
Nós não somos cães. Ninguém é nosso dono.
Nem os próprios cães aguentariam o que sofremos.

LOBOS PENSADORES,
MANTENHAM A GUARDA!

LUTEM!!!

31 de jul de 2011

Mensagem 31/07/2011

Oi pessoal. Venho por meio deste informar que as minhas aulas na faculdade voltam amanha. Portanto, é provável que as postagens voltem à escassez. Espero que eu tenha tirado proveito suficiente das férias para compensar o tempo de afastamento deste blog. Muito obrigado aos meus fãs e desejo o melhor a todos. Andemos rumo ao amanhã como verdadeiros sábios.

Para postar conteúdo, uma crítica a uma frase que estive ouvindo muitas vezes.

"Juízo não é fazer somente o que é certo,
mas saber a hora de fazer a coisa errada."

É fato que não se deve fazer a coisa errada. Não é cuidadoso da nossa parte fazer algo que pode prejudicar alguém só porque em certo momento parece que não o fará. Afinal, faz parte da consciência humana ser uma pessoa sábia e uma coisa errada não deixa de ser errada, portanto a citação é inválida.

Prefiro dizer:

"Juízo é realmente saber quando, onde, porque e o que é certo neste instante para então pensar numa forma de utilizar os fatos com caráter e cautela."

Se o pai não aceita a filha fazendo sexo com homens por aí, fazer o que é errado sem que descubram é ajuizado? O mundo não é uma orgia, portanto é mais decente e inteligente pensar no porque. Tem condições para o sexo ser correto, logo levá-lo para o lado errado e chamar isso de juízo é tolice.

Não se esqueça: o mundo está cheio de ensinamentos falsos. Todos querem uma descupa para fazer o que fazem. Uma piada só tem graça se tiver alguma lógica, mas assimilá-la pode não ser o melhor. Tomem cuidado com esta forma de alienação que esconde a face do tolo com uma máscara de sábio.

Um abraço, pessoal.
Obrigado!

30 de jul de 2011

Cenário Romântico Atual

Desde os primórdidos, definir um padrão para os eventos que unem duas pessoas de sexos opostos é um tabu, mas é fato que as pessoas distorcem as coisas e fogem das formas seguras de se comportar. Esta área da educação da sociedade revela cada vez piores costumes. Eis a minha opinião sobre isso.

Hoje em dia, antes de namorar pela primeira vez há quase que a exigência de um primeiro beijo já dado anteriormente. É o esquema do "ficar" ou "pegar". Numa festa, na balada ou mesmo na rua, há muito dessa. Existe até gabação e disputa, onde número é poder. Para piorar, "isso é totalmente normal".

Afinal, por que os valores morais caíram tanto a ponto das pessoas que não pegam serem desvalorizados? Não é só questão de incapacidade, mas também de cultura e educação. Veja como os pegadores tendem a estar errados a ponto de esperarem algo dos outros. Talvez só o ato de usar alguém por uns instantes para se divertir já seja uma grande desvalorização, ainda que ambos aceitem como se não tivesse importância. Grande educação na sociedade...

Pior, o que há de pessoas se relacionando ainda mais intimamente com outras sem compromissos amorosos não é pouco! Sexo com qualquer um não é correto. Sim, as pessoas têm atração física, mas não se controlar a ponto de fazer com quem não dá futuro é demais. Isso deveria servir melhor para unir mais duas pessoas com intimidade em vez de ser quase um "oi"...

Observando agora a questão do namoro, parece que hoje em dia é obrigatório transar para ser namorado. Por quê? Que eu saiba, é perda de tempo fazer com alguém com quem ainda não se garante o futuro matrimônio. Acho muito mais correto quando ocorre com sentimento, porém não a um ponto irracional.

Está bem, se a pessoa namora é porque tem alguma fé de que irá dar certo, mas pode não ser suficiente para fazer isso. Não sou como o meu pai que acha que nem pode ter, mas de fato o mundo já está uma bagunça. Além da gravidez precoce com os descuidos, ainda há o término do namoro sem motivos decentes, tirando proveito de quem amava de verdade. Que tosco...

Se a convivência indica que o casal um dia terá um casamento, de qualquer forma os dois já estão decentemente reservados, logo acho o esquema de sexo só após o casamento um pouco barra pesada, mas não se esqueça: ser radical demais é muito mais "forçação de barra" do que isso.

Parece que as pessoas gostam tanto de adrenalina a ponto de arriscar algumas besteiras. Eu acho que exagerar nas aventuras se descuidando e dando sorte para o azar não passa de burrice. Por isso a vida culta é mais segura. Não é em vão que agora eu desejo uma vida refinada.

No casamento, o que mais acaba com a vida do casal é o desentendimento. Falta de diálogo, ciúme doentio, vontade de dominar... é bom avaliar a sensatez na época desde antes do namoro. Não é bom ter uma insuficiente convivência antes de tornar as coisas definitivas. Há pessoas que demoram em revelar lados negativos e isso intervém no amor.

Para finalizar, em qualquer compromisso amoroso há a questão da fidelidade. Uma pessoa correta não quer compromisso do parceiro com outra, nem atos muito íntimos envolvidos. Se não amar o suficiente para evitar isso, por que está com a pobre vítima? Ainda que seja um relacionamento aberto, o que dá na cabeça de alguém para aceitar isso? Essas pessoas querem desordem mesmo, como se isso as destacasse. Aqui não há espaço para harém...

Não confunda amor e paixão.
Encontre o caráter na pessoa desejada.
Sempre equilibre emoções e consciência.

Comentários de amigos meus:

Fernando
Não confunda amor e paixão
amei essa sentença
ja eh suficiente para o texto todo
se colocasse soh ela e acrescentasse q paixao nao traz fruto algum
ja resumiria todo seu texto

Graziene
Concordo plenamente
Gostei dessa: "Sempre equilibre emoções e consciência."
 

25 de jul de 2011

Será que Deus é culpado?

Recebi um e-mail com este texto e estou compartilhando com todos. Fala dos EUA mas vale para grande parte do mundo, especialmente o Brasil. Espero que gostem. Esta é a dura realidade vivida. Isso mostra qual é o poder da alienação.

Finalmente a verdade é dita na TV Americana. A filha de Billy Graham estava sendo entrevistada no Early Show e Jane Clayson perguntou a ela: “Como é que Deus teria permitido algo horroroso assim acontecer no dia 11 de setembro?”

Anne Graham deu uma resposta profunda e sábia:

“Eu creio que Deus ficou profundamente triste com o que aconteceu, tanto quanto nós. Por muitos anos temos dito para Deus não interferir em nossas escolhas, sair do nosso governo e sair de nossas vidas. Sendo um cavalheiro como Deus é, eu creio que Ele calmamente nos deixou. Como poderemos esperar que Deus nos dê a sua benção e a sua proteção se nós exigimos que Ele não se envolva mais conosco?”

À vista de tantos acontecimentos recentes; ataque dos terroristas, tiroteio nas escolas, etc... 

Eu creio que tudo começou desde que Madeline Murray O'hare (que foi assassinada), se queixou de que era impróprio se fazer oração nas escolas Americanas como se fazia tradicionalmente, e nós concordamos com a sua opinião.

Depois disso, alguém disse que seria melhor também não ler mais a Bíblia nas escolas. A Bíblia que nos ensina que não devemos matar, roubar e devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. E nós concordamos com esse alguém.

Logo depois o Dr.. Benjamin Spock disse que não deveríamos bater em nossos filhos quando eles se comportassem mal, porque suas personalidades em formação ficariam distorcidas e poderíamos prejudicar sua autoestima (o filho dele se suicidou) e nós dissemos: “Um perito nesse assunto deve saber o que está falando”. E então concordamos com ele.

Depois alguém disse que os professores e diretores das escolas não deveriam disciplinar nossos filhos quando se comportassem mal. Então foi decidido que nenhum professor poderia disciplinar os alunos...(há diferença entre disciplinar e tocar).

Aí, alguém sugeriu que deveríamos deixar que nossas filhas fizessem aborto, se elas assim o quisessem. E nós aceitamos sem ao menos questionar. Então foi dito que deveríamos dar aos nossos filhos tantas camisinhas, quantas eles quisessem para que eles pudessem se divertir à vontade. E nós dissemos: “Está bem!”

Então alguém sugeriu que imprimíssemos revistas com fotografias de mulheres nuas, e disséssemos que isto é uma coisa sadia e uma apreciação natural do corpo feminino. E nós dissemos: “Está bem, isto é democracia, e eles tem o direito de ter liberdade de se expressar e fazer isso”.

Depois outra pessoa levou isso um passo mais adiante e publicou fotos de Crianças nuas e foi mais além ainda, colocando-as à disposição da internet.

Agora nós estamos nos perguntando porque nossos filhos não têm consciência e porque não sabem distinguir o bem e o mal, o certo e o errado; porque não lhes incomoda matar pessoas estranhas ou seus próprios colegas de classe ou a si próprios...

Provavelmente, se nós analisarmos seriamente, iremos facilmente compreender: nós colhemos só aquilo que semeamos!!!

Uma menina escreveu um bilhetinho para Deus: “Senhor, porque não salvaste aquela criança na escola?” A resposta dele: “Querida criança, não me deixam entrar nas escolas!!!”

É triste como as pessoas simplesmente culpam a Deus e não entendem porque o mundo está indo a passos largos para o inferno. É triste como cremos em tudo que os Jornais e a TV dizem, mas duvidamos do que a Bíblia, ou do que a sua religião, que você diz que segue ensina.

É triste como alguém diz: “Eu creio em Deus”. Mas ainda assim segue a satanás, que, por sinal,também ''Crê'' em Deus. É engraçado como somos rápidos para julgar mas não queremos ser julgados!

Como podemos enviar centenas de piadas pelo e-mail, e elas se espalham como fogo, mas, quando tentamos enviar algum e-mail falando de Deus, as pessoas têm medo de compartilhar e reenviá-los a outros!

É triste ver como o material imoral, obsceno e vulgar corre livremente na internet, mas uma discussão pública a respeito de Deus é suprimida rapidamente na escola e no trabalho.

O resto do texto envolvia o e-mail, por isso cortei. Não concordo com tudo que está acima, mas além de não abafar opinião alguma eu admito que este texto é muito rico em conteúdo. Concordo com quase tudo. Comentem!!!

20 de jul de 2011

Lei Maria da Penha

Maravilhoso pensar que hoje as mulheres agredidas por seus maridos são tratadas de forma extremamente acolhedora pela gloriosa Lei Maria da Penha. Bem... não é bem assim. Mostrarei que esta lei está acabando com a sociedade.

No passado, as mulheres que mais sofriam eram aquelas que dependiam dos seus violentos maridos. Alguém acredita que isso acabou? "Se o prenderem, passarei fome. Mesmo se eu me virar, eventualmente ele cumpre sua pena e sai furioso da cadeia (para me matar). É melhor continuar apanhando?"

Além disso, há tanto homens quanto mulheres que se alteram facilmente. A minha opinião é "a mulher que está preparada para agredir também tem que estar preparada para ser agredida", seja quem for o envolvido (afinal, temos o direito de autodefesa, não temos que aguentar agressões passivamente).

Uma mulher assim não tem porque ser tratada como uma dama. Se ela quiser, tem que agir como uma. Caso contrário, ela é um hipócrita e não tem caráter.

Ainda assim, o que acontece é: a mulher lança o vaso de cerâmica na cabeça do marido, mas ele não a denuncia por causa das ideias machistas da sociedade. "Homem é forte, tem que aguentar agressões de mulheres". Mesmo se ele chama a polícia, ela faz pouco (que falta de seriedade, não é?).

E a história não acaba. Depois de muitas dessas, a mulher faz novamente, o homem se altera também e revida. O que acontece? Ela chama a polícia e, na hora, o cara é colocado na cadeia. Isso é justo? É difícil lhe dar com gente de temperamento desequilibrado e que ignoram a razão...

Por que a lei não proíbe qualquer tipo de agressão doméstica? Mesmo se o fizesse, a sociedade respeita o homem correto que dedura a mulher? Será que com isso a polícia dá moral a um homem agredido? Por que "as mulheres sempre estão mais certas que os homens"?

Não está claro que a lei 11340 atende a mulheres desmerecedoras e não atende homens e algumas mulheres, mesmo que merecedores? Ela está gerando diferenças e ainda  intensificando a imagem esteriotipada da mulher indefesa, causando exageiros como a defesa da pessoa errada.

É necessário igualar os direitos e fazer da sociedade menos preconceituosa. Investigações mais sérias, sem julgamento mal feito. Isso está em falta. Cara, as mulheres mais falsas e nervosas estão deitando e rolando! É só dizer que foi agredida, sem provas, e a "coitada" é considerada a certa. Além do que as pobrezinhas de verdade continuam passando pelas mesmas dificuldades.

O Brasil está morto!

Leis ridículas, puxa-saquismo, má ação da polícia, maus costumes da sociedade, mau gosto, ignorância, políticos que só querem aumentar seus salários, obras mal feitas, o "jeito malandro do brasileiro", reverência ao que é imprestável, falta de profissionais qualificados nas áreas mais inteligentes...

Resumindo: estamos indo por água abaixo.

SOCIEDADE,
FIQUE LIGADA!

15 de jul de 2011

Modernidade ou Hipocrisia?

No fim da data do meu aniversário, apareço com uma crítica nova. Espero que gostem! E aos que se dizem modernos, veja o que é realmente modernidade...

No passado, a modernidade estava em coisas como o carro, a televisão, o rádio, a cura de doenças letais e outras coisas. Graças aos estudiosos, cientistas, “nerds” da tecnologia e outros, existem celulares, computadores, internet e tudo que temos de avançado a nosso serviço.

E a modernidade de hoje?

O conceito de modernidade está totalmente diferente da passada. Esta palavra deveria ter uma profunda ideia de avanço, mas observamos o incorreto (ou, pelo menos, desagradável) uso da mesma. Você deve se perguntar "o que há de tão sério nisso?" após ler tal argumento.  Analisemos...



Feinho, não é?


1 ) Reverência aos famosos da TV.

Sim, a alienação. A modernidade tem pouco conteúdo e não tem estilo próprio. Atores, cantores e jogadores de futebol são venerados e têm seus estilos copiados. Dizer que o cabelo de alguém é maneiro é uma coisa, mas a legião de fãs copiando-o é outra totalmente diferente, como aconteceu com o Ronaldo. É a cultura do puxa-saquismo, eu diria.

Além disso, mesmo que estes ídolos sejam vistos pela TV, o cara que desenvolve a tecnologia de comunicação é visto como sem-graça. O crédito do gênio é de quem utiliza a tecnologia para ser popular, mas sem o gênio ninguém veria os famosos tão facilmente.


2 ) Qualquer coisa é preconceito.

Não há livre expressão, mesmo se a crítica tem fundamentos. Engraçado é que discriminar geeks e otakus não é crime. Pior, dizer que a sociedade perdeu valores morais e trocou bons costumes por maus com essa modernidade é arriscado (há muitos adeptos, mas algum dia alguém tem que dizer).

Enquanto isso, os homossexuais que antes sofriam agora são superestimados. Ok, os crimes contra homossexuais não merecem incentivo, mas agora todo mundo quer ser amigo de um gay para ganhar um troféu jóinha enquanto ainda há grupos reprimidos! É justo? E mais ainda, se você critica alguém e por um acaso é um homossexual, pensam que o motivo da crítica é esse. Para mim, isto é ação de má fé e preconceito contra heterossexuais, isso sim.

E veja, foi só surgir a lei e eles deitaram e rolaram. Começaram a se mostrar demais nas paradas gays. A mídia também parecia pregar o novo modo de vida. Será que a taxa está normalizada? A existência, nós temos a obrigação de aceitar, mas o excesso é desconfiável...

E não é só isso! Toda crítica contra a mulher é preconceituosa e é sinal de machismo... nem importa se a crítica também se considera válida para homem, continua sendo machismo. No final das contas, não temos o direito de ter opinião. É calar a boca, ouvir e concordar. 


3 ) Criação de inúmeras subculturas (como emo e colorido).

Qual é a utilidade? Ser culto é uma coisa, mas dar ênfase demais a algo é outra! A emoção pode até dar graça à vida, mas destacá-la demais a ponto de virar emo é inútil, prejudicial e nada divertido. Os góticos concordam com o fato de que "cada humano é um nada", mas tanta ênfase não te faz especial. Além disso, para quê a aparência que mistura elegância e terror?


4 ) Direito da mulher fazer sexo com vários homens sem críticas.

As virgens eram mais valorizadas. Hoje, a modernidade é contra e as mulheres estão acreditando que ter o mesmo direito a sexo dos homens significa ter muita experiência e fazer com vários sem ser mal falada. Este direito é tão decente assim? E a consciência de que o homem que faz sexo com muitas também é indecente? Poderiam querer uma mudança que traz valores à sociedade, mas as "modernas" buscaram a oposta. Fútil, não é...? Ou egoísta. 

Ok, é questão de cultura acreditar ou não nos valores por trás do sexo sem compromisso... mas cara, o virgem não é mais respeitado. Isto é o pior de tudo! Ser virgem é ser careta! Afinal, para quê respeitar uma mulher que transa com todo mundo quando ela é o tipo que não respeita um homem virgem? Agora os tarados são os que ditam as regras e os padrões culturais a serem seguidos?


5 ) Tendências da moda.

Não existe estilo próprio. Estilo é ser igual a todos que seguem a tendência inventada pela empresa da moda para pegar o seu din din. Em resumo, mais um caso de alienação. Gostar de roupas bonitas não é o mesmo que ter suas escolhas restritas às opiniões burguesas.



Puxa...



Há muito ainda. Admiração de cantores melosos, danças obscenas, coisas que ficam ultrapassadas rapidamente, fim da educação na família, desordenado incentivo ao sexo... parece que não acaba!


Sim, eu te entendo, meu mestre...


...é mesmo difícil aturar isso tudo.


Muitas coisas de pouca sabedoria, técnica e bom gosto apareceram e tomaram o espaço dos avanços e da virtude. Ênfase foi dada ao que a mídia transmitiu e viu a população sem opinião formada apreciando. A modernidade passou de ciência para popularidade.

A sociedade é educada a desvalorizar a genialidade. Se um cara diz "farei vestibular para física", o colega diz "naaah, sai dessa, isso é coisa de maluco". Se o jovem pop diz a uma garota "serei cantor", ela diz "ai que lindo, você fará sucesso". Aí está o porque da falta de qualificação em certas áreas.

Cara, desde quando isso é avanço? E o crescimento intelectual? Cadê a boa cultura e a dignidade? Por que quem aparece na TV é venerado e quem estuda para desenvolvê-la é desprezado?

Queria saber como os que se dizem modernos falariam no celular e assistiriam TV se isso tudo não existisse. Quando a sociedade tornou-se ingrata a ponto de usar estas coisas sem valorizar quem as cria e evolui? Grande civilização...

O cara que entende de física é um doido e o cantor romântico que não sabe o que é cosseno é o gatinho das mulheres. O que há de patricinhas que se acham e revelam nojo por nerds não é pouco. Mais vale o MC que se acha o maior e fala palavrões para as crianças ou o humilde pesquisador?


Então aí vai a bomba!!!


É a hora do protesto!


Dane-se quem puxa o saco dos famosos.

Danem-se os políticos corruptos e os alienados que votam neles.

Danem-se os populares da sociedade (da mídia ou do bairro, da escolinha...).

Danem-se as pattys que só sabem fazer compras, falar no celular e desprezar o CDF que o aprimorará, assim como outras tecnologias que ela tanto aprecia.

Danem-se as burras mais atiradas para o lado emocional da vida a ponto de dizer "Justin Bibaaaaaaa, te amooooooo!! S2 Um dia serei sua namoradinha, meu lindinho. Kiss4u baby!!!" e tirar nota zero nas provas de matemática.

Danem-se estes “modernos” (ou melhor, hipócritas).
Isso desenvolve o quê? Absolutamente NADA!
Isso não é avanço, logo não é modernidade.


Sou nerd com orgulho, não importa o meu número de fãs. Continuarei programando, assistindo animes, jogando no meu PC, projetando o meu ganha-pão e vendo vocês, mariposas modernas, indo ao fogo que tanto gostam. Estou fora dessa! E você?

10 de jul de 2011

Retorno...

Neste período da faculdade, não pude fazer postagens. Não queria deixar os anciosos me esperando. Para compensar, espero aproveitar a liberdade das férias para postar coisas legais e construtivas. Nesta semana, criticarei (destrutivamente) a nossa "modernidade".

Para que esta postagem não seja apenas um "oi, estou vivo", falarei sobre algo curioso. Pense na seguinte frase: "Sabia que o mundo pode mudar se você tocar o disco que há dentro de você?". É uma frase bem jovem e extrovertida, mas de tão criativa em sua metáfora acabou me parecendo genial. Eu a interpreto como "você pode fazer a diferença numa grande magnitude se encontrar em sí o potencial".

Tive contato com a citação no final do anime "Oretachi Ni Tsubasa Wa Nai: Under The Innocent Sky". A parte japonesa do nome significa "nós não temos asas". É um anime cheio de metáforas, analogias, interseções entre o imaginário e a realidade...

O que não gostei foi do grande foco nas cenas picantes (não pornográficas), coisas que podem melhorar ou piorar um anime de acordo com o uso (e, no caso, piorou). Além disso, a forma como trata o cotidiano lembra uma novela, o que não gostei.

Ainda assim, curti as cenas que envolviam gangues, mundos imaginários como Grethagard (terra de fantasia medieval), a dimensão de nossa mente, múltiplas personalidades e outras coisas. Cenas de diversas naturezas e realidades são observadas.

O anime não tem muito sentido ao longo da temporada, mas no final tudo é exclarecido e o grande impacto ocorre. Muitas mensagens interessantes, como a que citei, são vistas no final do anime. Em especial, o anime termina mostrando a beleza da vida.

Não se aprisione após um trauma ou um ato seu que mesmo você não perdoa. Veja as pessoas que te valorizam ao seu lado. Se eles te perdoam, por que você não? Levante-se, esqueça o passado, saia da prisão do tormento e entre no caminho correto. Mostre o seu rosto, vá de encontro com a realidade, viva e seja feliz com quem você ama. Não perca tempo, perdoe-se e aprenda!

15 de abr de 2011

História: o Passado de Kitania

Olá pessoal. Infelizmente, estou numa época de falta de inspiração e já faz mais de dois meses que não posto. Para não deixá-los sem nada, ainda que fuja um pouco do foco do blog, contarei a história de uma terra fictícia chamada Kitania, numa era em transição da medieval para a moderna. O autor sou eu e espero que gostem. Cuidado com os direitos autorais!   :D

No continente de Kitania, as pessoas viviam calmamente. Poucos conflitos ocorriam. Os guerreiros eram rudimentares e não possuíam avançadas técnicas e equipamentos. Um dia, criaturas desconhecidas começaram a aparecer no continente. Uma vila era invadida, logo depois outra e as aberrações não paravam de surgir pela terra.

Cada vez mais guerreiros perdiam suas vidas. Restavam apenas crianças, mulheres, idosos e outros indefesos, que se escondiam em volta das ruínas de suas vilas até que os poderosos seres fossem embora. Foi o pior caos de toda a história de Kitania! Mesmo que todos estivessem rezando por uma salvação, muitos não tinham mais a esperança em seus corações... apenas terror.

Perdas com a destruição, fome ocasionada pela incapacidade de cultivar e caçar, insegurança e muita vontade de morrer para ir a um lugar melhor. Eis a pesada atmosfera daquela terra. Qualquer erro era mortal!

Aparentemente, as preces foram atendidas. Em outro continente, havia muita prosperidade, tecnologia, navegação, técnicas bem avançadas de batalha e muito mais conhecimentos inimagináveis para os habitantes de Kitania. Em busca de novos horizontes, navegaram e descobriram este primitivo continente. Logo que encontraram a primeira vila, viram guerreiros mortos, ruína e monstros assassinos. Nunca observaram uma cena dessas!

Felizmente, foram capazes de matar as criaturas malignas sem perdas humanas e os poucos moradores que restaram saíram de seus esconderijos. De tão surpresos, não conseguiam acreditar no que viam. Era a salvação! Criaturas que soldados kitanianos não derrotavam foram facilmente abatidos pelos colonizadores, que foram louvados como verdadeiros filhos de Deus. Mesmo que não fosse a intenção, estes tiveram gosto pela veneração.

O líder dos navegadores ficou revoltado ao saber que mais aldeias indefesas e seus inocentes moradores estavam desaparecendo por culpa dos assombrosos seres. Os bravos homens decidiram espalhar-se pelo continente. Assim, houve um choque de culturas, unindo mitologias de Kitania e conhecimentos estrangeiros. Um novo povo, um novo sistema e uma nova vida surgem.

Até hoje, os cargos de guerreiros e seus auxiliares são os mais respeitados porque é importante e perigoso manter o controle da população dessas criaturas obscuras que, misteriosamente, não paravam de surgir. Era como se houvesse uma ilimitada fonte deles em um ou vários lugares no continente. Além de pesquisas cientificas em busca de avanços, trabalhava-se arduamente na investigação que levará à fonte de todo o mal. Esta é a luz de um novo futuro, o horizonte que se revelará na caminhada rumo ao amanhã!

30 de jan de 2011

Animes e Ensinamentos

Os otakus sabem que animes são incríveis fontes de conhecimento que poucos conhecem ou admitem. Qualquer obra, em termos de ensinamento, depende bem mais da expressão do autor, não da forma como se manifesta. Não importa se é anime, mangá, livro, revista, história em quadrinhos, música, filme e tudo mais, basta o criador da obra incluir certo conteúdo e a literacia associada à obra ser favorável.

O engraçado é que os animes têm formas bem peculiares e criativas de transmitir mensagens. Os épicos costumam apresentar um cenário de batalha que dá emoção a quem gosta de luta e sangue, mas implicitamente ensinam a nunca desistir de fazer o que é justo, que a força de vontade faz do fraco mais forte e outras coisas. O problema é que os menos cultos não olham por este lado e o anime torna-se aparentemente bruto e sem conteúdo.

É interessante saber que muitos animes apresentam filosofias de vida incomuns e formas especiais de expressá-las não encontrados em outros tipos de obras. O roteirista escolhe os diálogos e estes podem conter ensinamentos valiosos. Acho tal fato importante e, por isso, esta postagem foi reservada para revelar quatro exemplos de animes e suas principais mensagens. Muita sabedoria é apenas divulgada para otakus, que assistem e "vivenciam" a circunstância na qual tais citações ou histórias são expostas.

Abaixo estão citados exemplos de animes e seus conhecimentos incomuns.

Fairy Tail

Nostalgia e momentos marcantes em um grupo geram apego. Não somente na família. Tal apego é tão grande que, mesmo que tal grupo seja humilde, vê-lo entrar em decadência é triste. O que é valioso para você não precisa ser perdido por um ato ordinário de alguém. Não desista do que é justo. Se tiver bons amigos, eles não te deixarão na mão nestes momentos.

Não importa se há confusões ou até mesmo rivalidade, uma pessoa pode ter fortes laços com outras e juntos crescerem, aprenderem e lutarem por um mesmo ideal. A integração e a amizade são insubestimáveis. A persistência e a união quebram qualquer barreira. Nunca abandone seus verdadeiros amigos... 

Ragnarök, The Animation

A criança pode virar um homem.
Um inútil pode tornar-se um grande líder.
Que o poder não iluda o líder...
A arrogância agirá e a perdição dominará.

A força e o poder ajudam, mas não são tudo. Nem tudo se resolve com força. Todos têm sentimentos e problemas. Você precisa de seus aliados. Você precisa de quem te ama... então, não desvalorize ou será traído. Mesmo não sabendo tudo, aprenda com a vida e não fique para trás. Assim se forma um verdadeiro líder.

Um fraco com ódio pode ser pior que um forte oponente. A luta não se faz somente com a espada, mas com a mente... o coração... a vida. Há infinitas coisas obscuras que não se pode deixar vencer: a dúvida, o ódio, a falsidade, a enganação, o preconceito, a vigança e outros capazes de atormentar. A solução é ter uma mente forte, sempre evoluir, saber e fazer o que é certo.

Tengen Toppa Gurren Lagann

"Acredite em si mesmo. Não por você acreditar em mim, mas por eu acreditar em você."

A força de vontade, a persistência e o amor mudam o universo. Para ser grande, apenas acredite no seu potencial e faça o que deve ser feito sem hesitar em nome do bem estar da humanidade. Pegue a sua escavadeira! Se aparecer um muro na sua frente, perfure-o! Um dia, com seu instrumento você subirá ao céu! Seja grande... e será lembrado.

A combinação é o choque de dois espíritos de combate ardendo em chamas. Não fuja das batalhas da vida, pois enquanto eu não desistir e manter o meu espírito voltado para os meus objetivos, eu vencerei. Os olhos do homem estão voltados para frente para que ele não olhe para trás. Por isso, sempre caminhe na direção do amanhã.

VanDread

As pessoas precisam de um motivo para viver, não de uma desculpa para morrer. Com um grande mau ameaça dois lados, a união compensa mais que o preconceito provocado pelas diferenças. Afinal, há um objetivo em comum: a vontade de viver. Melhor que a oposição e a briga é a união na luta por uma causa maior.

O motivo pelo qual as pessoas vivem está na prova de sua existência, que vem da grandeza dos seus atos e a consequente admiração de todos. O orgulho que mantém a oposição de grupos da mesma espécie é um vilão pior que o ser mais forte do universo, logo vencê-lo é o primeiro passo para a vitória.

Obrigado, galera!

20 de jan de 2011

Capitalismo é Fetichismo

Achamo-nos muito avançados, pouco crentes em superstições. Ainda assim, sem perceber, estamos envolvidos em uma fé em algo fictício que domina o mundo. O fetiches é um simples objeto produzido pelo homem que não possue poder algum e as pessoas atribuem a ele uma propriedade mágica, como se tivessem mesmo. Tal ilusão faz com que o objeto pareça mágico para a sociedade que acredita...!! Os exemplos mais clássicos são as carrancas do Opará (rio São Francisto) e os totens tribais, ambas esculturas de madeira inanimadas de culturas passadas.

A carranca é uma cabeça com um pescoço que lembra um monstro, meio homem e meio animal. Foram colocados em pequenas embarcações para afugentar tanto os maus espíritos que afundavam os barcos quanto animais ferozes. Dizem que a carranca geme três vezes em sinal de perigo, como um possível naufrágio. Quem diz que passou por isso, pela fé simplesmente vivenciou psicologicamente. No caso dos totens, um homem o esculpe, diz que é um Deus e que ele oferecerá proteção, mas devemos temer a sua fúria. Em ambos casos, as pessoas ficaram presas ao poder artificial de uma coisa sem vida que eles mesmos criaram.

Hoje em dia, as pessoas dizem que isso é muito primitivo. Hipócrita da parte dos mesmos, pois o capitalismo, que domina o mundo, é um sistema de fetiches (dos piores). As propriedades de um fetiche são: se manifesta por algo materializado, que representa algo abstrato, a ele é atribuído um poder que a sociadade pensa que vem do objeto e, na verdade, uma entidade fictícia é criada ocultamente com o poder irreal do objeto, que somente existe entre os que vivenciam esta cultura. É uma coisa completamente social, psicológica e ocultista. E o capitalismo...?

O dinheiro é e o ouro foi o que dominou a mente das pessoas. Era como se os objetos tivessem o poder de te dar o que quiser, mas isso apenas funcionaria na sociedade capitalista, não fora dela. Logo, o que dá este poder não é o objeto...! O poder está na atribuição de uma entidade feita pela sociedade e suas mentes. Quem deu início a este sistema fez com que o dinheiro parecesse bem poderoso e a sociedade, com o tempo, foi acreditando nesse poder e se fechando, de uma forma que ela não pudesse mais viver sem ele. Todos dependem dele agora!

O dinheiro lhe dá o que quiser, basta comprar. A mercadoria é a forma como se obtém materiais por meio do dinheiro e, assim, aproveitar concretamente a sua utilidade. Sem gastar dinheiro, sem fazer trocas por produtos, não se pode ter o rádio que queria, a geladeira, a comida, o presente de natal... sem dinheiro, nós passamos fome! Sendo assim, o dinheiro te abençoa.

Este é o fetichismo desta sociedade capitalista. Além disso, o capital multiplica o dinheiro. Ele multiplica a benção! Repare que dinheiro, capital e mercadoria são entidades que tomam a forma de cédulas, moedas e produtos. De certa forma, esse papel de R$100,00 vale o tanto quanto o de R$1,00, ou seja, NADA! É apenas um objeto simbólico, uma coisa que representa algo de valor...

Que ultrapassado, não é? Uma vergonha. Mas há algo em especial nisso: nosso fetichismo é sofisticado em relação aos fetichismos passados, fantasiosos, pois acreditava-se que os objetos eram mágicos, como se ele fizesse as coisas para nós, e hoje não pensamos assim. É uma fantasia mais discreta, mais enganosa. Isso faz a civilização pensar que avançou, mas nós continuamos envolvidos pelo fantasmagórico poder e fechados às crenças sociais que envolvem o dinheiro.

Todos passam as suas vidas se preparando para trabalhar.
Afinal, dependemos do dinheiro. Somos escravos dele...!!!

Quem não depende dele?
Por um acaso, isso é bom?
Dinheiro é tudo nessa vida?
Pensem...

10 de jan de 2011

Grandeza Vital

Enquanto as pessoas tiverem medo da morte, ela será assustadora. Quando ela for aceita como algo natural e inevitável, muita dor será evitada. Mas há os que distorcem a realidade e tratam a morte como a solução ou simplesmente uma coisa natural demais, como se não fizesse diferença se ela chegar agora ou depois. As pessoas nunca entendem o equilíbrio de nada, nem da vida e da morte...! Humanos só querem fazer o que quer, sem saber os resultados.

O mundo não tem graça sem a vida. Uma hora, vamos desaparecer, mas até lá o que devemos fazer é educar corretamente os novos e prepará-los para a vida, de modo que algum dia se tornem pessoas maduras como nós (ou mais ainda). Nossa missão acaba quando formamos a cabeça dos jovens. Por isso, há no ciclo vital do homem a fase em que ele se une a uma mulher, trabalha e mantém a família, incluindo a geração de filhos. Logo, o papel do homem é manter a vida de maneira responsável e promissora para a civilização.

Enquanto as pessoas estão se matando, consumindo drogas, se embebedando, deixando de estudar e tudo mais, o ciclo é quebrado e a vida não é mantida do modo que deveria. A beleza dela acaba quando não recebe o devido valor e as pessoas distorcem a realidade. Este mundo não teria graça se fosse vazio, sem nada. Por isso, devemos manter o tesouro que nós valorizamos: a vida. Não a nossa, mas a de quem amamos. O épico não é necessariamente fantasioso. Sejamos grandes!

Quando fazemos uma criança feliz, ficamos eternamente no coração da mesma. Se fazemos dela um grande ser, a tornamos capaz de fazer o mesmo. Assim mantém-se o ciclo. O esforço e a educação trazem alegria e cultura na época da infância e constrói um ser humano grandioso. Há os grandes que não apenas influenciam na vida dos jovens, mas em toda a sociedade. Nossa missão em nossa vida terrena é pregar o amor e o caráter. É a obrigação de cada humano e quem vai contra isso é um mal exemplo para a sociedade.

Isso explica resumidamente muito do que nos prejudica hoje. Morrer cedo é não completar o nosso objetivo biológico (manter a humanidade) e intelectual (pregar o caráter, a maturidade e a inteligência). Devemos dar tudo de nós para a próxima geração estar mais avançada que a nossa. Assim, o homem progredirá a cada geração. Tornar os mais novos virtuosos é a nossa missão!